Mulheres brasileiríssimas

Para o dia 8 de março saí passeando pela música, lembrando as mulheres todas do nosso imaginário, ícones do nosso povo, exemplos da nossa gente, presentes na música brasileira de todos os tempos. Meu caminho, o abecedário... No “A” encontrei “Ana Júlia”, “Aurora”, “Ana de Amsterdã”, a trágica “Angélica”e a judiada “Amélia”, com freqüência execrada como... Continuar Lendo →

Poleiro de pato é no chão

Ele se achava todo pimpão, poderoso, traçando a mulherada do pedaço. Quando no espelho via-se como galã de cinema. Gostava de fazer pose de cantor de tango; às vezes de boxeador ou, ainda, de bom moço, romântico. Sobretudo via-se como um belo galo. Morava na Lapa, o bairro boêmio do Rio de Janeiro, no andar... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: