Outros paulistanos

Da janela da clausura dessa interminável quarentena vejo Rubão, na porta da doceria. Ele não leva jeito de quem gosta de doces, mas como a doceria vende outras coisas… Meu conhecido deve ter por volta de 40, 50 anos. Pode ser mais, ou menos. Ninguém mantém o frescor da pele morando na rua. E é…

O Ridico e o Lambrecado

O cérebro, que desconhece os limites do ir e vir, leva-nos para muito além do espaço e do tempo e, para isso, enche nossas noites de sonhos. Tempos de reclusão imposta ao corpo, dei de sonhar com gentes da minha infância, cenários já desfeitos por reformas e mudanças. É incrível a quantidade de imagens reservadas…

Tem Coelho no Trem!

Pasqualino Ostereistedt, um coelho alemão radicado no Brasil, comerciante informal de ovos de Páscoa e de similares, é o próximo convidado do Trem das Lives, neste domingo, 4 de abril. O simpático mamífero virá nos contar sua origem e outros costumes e histórias dessa data comemorada em todo o mundo. A live é parte alusiva…

Rafael Sena e as Paralímpiadas no Trem das Lives

Nós, professores, ficamos muito felizes quando nossos alunos conseguem êxito profissional. No próximo domingo, o Trem das Lives fará um encontro entre Fernando Brengel e Rafael Sena; este, foi nosso aluno (Meu, do Brengel, Claudia Bouman, Regina Cavalieri… ) no Campus Marquês. Veja abaixo as informações sobre a live e o texto de Brengel para…

Viagem Nº 2

Oh tristeza, me desculpe Estou de malas prontas Hoje a poesia veio ao meu encontro Já raiou o dia, vamos viajar                Estava aqui, com meus botões já gastos de tanto confinamento e, de repente, deixei a memória ir longe, onde tudo é possível. Com jeitinho, tudo é até melhor, mais bonito, mais saudável. Benditas…

Trem das Lives no YouTube

Um canal com os registros dos vídeos realizados pelo Trem das lives já está disponível. Os interessados podem interagir e, inscrevendo-se, receber as novidades que estamos preparando para o canal. Logo teremos todos os registros das lives disponíveis para todos. Inscreva-se aqui! E divirta-se!

Para Uberaba, aqui de longe

Um ano sem ir a Uberaba (maldita pandemia!). Toca a viver de lembranças… E eu sinto uma saudade insana da estrada, da sensação de voltar, chegar na cidade onde nasci. As primeiras saídas, tentativas de mudança foram confusas. Era um querer vir, não querendo, diria a personagem popular. Era comum viajar chorando, o rosto escondido,…