Insônia e um Beato, Carlo Acutis

em
Carlo Acutis / Divulgação

Um acordar de repente, como se alguém estivesse chamando. A enganadora satisfação, como se até então o sono tenha sido completo. O reconhecimento do ambiente, a luz que entra por frestas de janela, portas entreabertas, e junto a consciência do despertar em outro que não o horário habitual. Então, a certeza desagradável: bateu insônia.

Hão de concordar que é maravilhoso o leve despertar noturno para, virando-se para outro lado, cair novamente no sono. Já quando o olhar se abre para a insônia, há as sensações que, conforme as condições para o dia seguinte, são de desespero, irritação ou um desdém carregado da chatice em antever o próximo dia mais ou menos perdido.

Companheira desde a infância, já não brigo mais com ela. Fico irritado quando há compromissos inevitáveis para as horas seguintes. Reconheço a velha ansiedade quando as novidades ou próximos acontecimentos antecipam-se, estragando-me o sono e concluo em pensamento – Eu não tenho jeito mesmo.

Felizmente não tenho horário de trabalho a cumprir, não tenho pessoas esperando e, basicamente, fora boleto bancário, tudo pode ser deixado para depois. Assim, não brigo mais com a insônia. Passo o dia com um estado mais rabugento que o costumeiro. Invariavelmente saio da cama, pois ficar lá e não voltar a dormir passa a ser insuportável.

Quando muito jovem ligava o rádio, pegava um livro ou uma revista para ler. Agora tem a internet, as redes sociais, os e-mails. Primeiro vou a esses últimos e já leio a mensagem vinda de Porto Alegre, escrita às 3 da manhã pela amiga, geminiana como eu e, vai ver, insônia é característica do nosso signo. Nas demais redes percebo muita gente “dormindo”, as postagens de horas anteriores, todo mundo desperto.

Após passar rapidamente pelos bens bloqueados de um, pela licença concedida ao senador da cueca rica… E há violência. Morte, estupro, assassinato… Tento um refresco para as ideias relembrando o gol do Diego, do Flamengo e, sem conseguir, penso que é melhor desligar o celular e pegar um livro. Mas, entre o abrir e fechar sessões do aparelho me deparo com a matéria e a foto do menino italiano, beatificado padroeiro da internet.

Esqueço todos os pensamentos anteriores para saber um pouco mais sobre Carlo Acutis, que faleceu aos 15 anos, vítima de uma leucemia rápida e avassaladora.

Nascido em 1991 na cidade de Londres, de família italiana, consta que desde pequeno foi devoto da virgem Maria e, após ter feito a primeira comunhão, passou a dedicar-se diariamente aos cultos religiosos, especificamente à missa e ao rosário.

A internet entra na vida do menino quando este resolve criar um site visando a evangelização e a catalogação de todos os milagres já relatados. Uma tarefa imensa! Era adolescente e, nesse mesmo período, veio a ser diagnosticado com leucemia, vindo a falecer no dia 12 de outubro de 2006. Conforme pedido pelo próprio, queria ser enterrado em Assis, onde seu corpo, aparentemente incorrupto, está exposto para visitação na Igreja de Santa Maria Maior.

De pronto não tenho a menor dúvida sobre a santidade do menino. Sinto falta de uma narrativa mais realista sobre o jovem, seus familiares, o modo de vida. Os relatos advindos da recente beatificação do menino – em 10 de outubro passado – carecem de profundidade que continuarei pesquisando.

A ausência da dúvida sobre a santidade de Carlo Acutis estava ali, nas minhas mãos. O celular, com suas infinitas possibilidades de informação carrega, infelizmente, o peso da nossa realidade. Crimes, corrupção, violência, ganância, cobiça… a internet é o suporte móvel dos pecados do mundo e um garoto, muito garoto, opta por criar um site catalogando milagres. Manifestações divinas de compaixão por nós, humanos. Incrível!

Há relatos de milagres atribuídos ao menino, há títulos, muitos, recebidos aqui e acolá: o padroeiro da internet, o anjo da juventude, gênio da informática no céu … O Beato Carlo Acutis, Deus permita, há de ser celebrado e reverenciado por muitos, por milhares. Pessoalmente, junto com São Francisco (muita coisa lida sobre o santo em noites intermináveis), é mais um Santo conhecido nas minhas, ouso dizer, benditas insônias.

Veja abaixo a cerimônia de beatificação de Carlo Acutis e saiba um pouco mais sobre o jovem.

Até mais!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s