E Zuquinha perdeu o sono!

Fogo (foto: Flávio Monteiro)

“Meu mundo caiu”, informou D. Zuca, abnegada progenitora de Zuquinha. “Meu filho não está entre os dez mais! Como irei encarar minhas amigas do Clube?” O Sr. Zuca acalmou a criadagem: “Há dinheiro para o botijão de gás e prometo um naco de carne para quem não tocar mais nesse assunto.” E jogou de lado o jornaleco que, com absoluta gravidade, informava que o filho Zuquinha, conhecido também como Mark Zuckerberg, estava perdendo US$ 29,3 bilhões, ficando assim de fora da lista dos dez mais ricos do mundo. Um desastre. Com a perda, dizem, Zuquinha ficou com meros US$ 85,1 bilhões nos bolsos.

Recordei uma perda, também drástica. Quando perdi uma carteira ordinária com duas fotos 3×4, um inútil bilhete de loteria, vencido, tanto quanto um patuá que deveria proteger os trocados reservados para o busão. Lá se foram dezenove reais, ficando o desespero em ter que voltar a pé para casa. Feliz, muito feliz. Afinal eu tinha casa!

Devo confessar uma fugaz alegria (nada do que deva me orgulhar!) ante a perda do Zuquinha. Eu fechei uma conta antiga no Facebook. A minha continha mais um milhão de outras de usuários que, deixando a rede, causaram a derrocada do sujeito da lista dos dez mais. Pobre Zuquinha insone! Estou em dúvida se envio Zolpidem ou Zopliclona para que ele possa dormir. Escolhi essas droguinhas só por conta da inicial, Z, em homenagem ao ex-mais rico.

Esse planeta está difícil. Basta ver nossos jornais e telejornais. Foi escrever a expressão droguinha e vem de imediato o problema dos hermanos, vítimas de cocaína envenenada. Só consegui pensar na mocinha linda da Internet que, certamente, diria: “Processa o traficante! É causa ganha”.

Na real, o que me bate é desalento, desespero. Diante de uma insensatez sem tamanho, sobra uma incredulidade no ser humano quando vejo um jovem negro abatido a cacetadas e outro, também jovem, também negro, abatido sem armas por um vizinho que alegou “legítima defesa”. E se a população não se sensibiliza por essas mortes, quem sabe não fica indignada com a servidão de nossos jornais aos pobres ricos que perdem posição no ranking? Quem sabe não gera um incômodo na classe média, que não consegue fechar suas contas, ao saber que pequenos gestos somados – fechar uma conta no Facebook – derrubam fortunas e governos?

Hoje acordei com todas essas questões que deixaram minha semana infinitamente pior e pensei em orar por esse mundo. Aí, pesaram mais notícias dos dois velhinhos que colocam sobre a cabeça da gente o temor de mais uma guerra nesse mundo criado por Deus. Não deu outra, recordei Vinícius de Moraes e perante o criador de tudo, só me restou rezar:

“Às vezes quero crer e não consigo

É tudo uma total insensatez,

Então, pergunto a Deus, escuta amigo!

Se foi pra desfazer, por que é que fez?”*

Bom final de semana!

*Cotidiano n. 2 – Vinícius de Moraes

Um comentário sobre “E Zuquinha perdeu o sono!

Deixe uma resposta para Marcia Vanessa Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s