Nosso Deus, o celular

Nesta manhã li que uma mãe atirou o filho na parede porque ficou nervosa ao ver a criança mexer no celular. O garoto, de dois anos, faleceu. Ela escondeu o menino de dois anos no interior de um sofá e, depois, acionou a polícia denunciando o desaparecimento da criança. O fato nos dá a medida…

Os assassinos sorridentes

A TV exibe imagens de dois policiais em uma viatura Eles não estão tensos nem aparentam nervosismo Trabalho cotidiano, eles trafegam pela cidade. Equívoco histórico, os tiras decidem a vida alheia. . A TV ressalta detalhes da captura de três crianças Os meganhas mantêm o sorriso nos lábios Eles estão seguros e confiantes Eles são…