Hipótese

E se Deus é canhoto e criou com a mão esquerda? Isso explica, talvez, as coisas deste mundo. (Carlos Drummond de Andrade) -.-.-.-.-.-.-.- Em tempos de verborragia, eu decidi seguir de haicai. Até mais!

Desde Drummond!

E o poema poderia ser apenas um eco do passado… “Lira Itabirana”, Carlos Drummond de Andrade, 1984 I O Rio? É doce. A Vale? Amarga. Ai, antes fosse Mais leve a carga. II Entre estatais E multinacionais, Quantos ais! III A dívida interna. A dívida externa A dívida eterna. IV Quantas toneladas exportamos De ferro?…

ELIPSE (Abecedário do Vava)

Αcalanto para o mundo, Coro à capela, 59 velas acesas. Graças, bom Deus, pela minha vida.  Boa Vista, Bela Vista. Nasci no Boa, na Bela moro. Vista. Nem bela, nem boa: uso óculos. Confiança e carinho Meus pais, meus irmãos… Afeto pouco é bobagem.  Desafio: Desvelem-me! Nem sei quem sou. Faço-me em palavras e constato:…

Antes do baile

. Venho brincando de poesia e estou longe do “Pessoa” Desenho histórias a léguas de “Amado” Pardal vagabundo que aspira “Tinhorão” Palpiteiro da esquina onde não há “Eco” . Artesão da pedra que “entranha a alma” Escrevo como quem explora “vasto mundo” Sonhando com “Pasárgada” Sobrevivendo na “pauliceia desvairada” . Fernando Cabral, Jorge Drummond; José…

Em Paraty, um Brasil de outras festas

Alguns acontecimentos são sinais evidentes de que há um Brasil diferente daquele que povoa o senso comum. A FLIP, Festa Literária Internacional de Paraty, é um sinal radiante. Converse com comerciantes e, é comum, dirão que livro não dá dinheiro. Por acreditarem em tal premissa muitos empresários sonham com algum shopping enquanto lotam a Rua…

Porto incerto para filme com Glória Pires

Visto pela poetisa Elizabeth Bishop, o Brasil era colonizado, atrasado. Um paraíso de natureza exuberante e gente provinciana. Bishop faleceu em 1979. Morou por aqui por mais de 20 anos, com passagens pelo Rio de Janeiro, Petrópolis e Ouro Preto. Viveu um intenso romance com a arquiteta Lota de Macedo Soares. A história de ambas…