O salto, o mergulho…

Estou ouvindo e, volta e meia, vendo Elis Regina. Tranquilizem-se que é apenas um DVD, já que ainda não sou “médium”. Elis canta como quem salta de paraquedas. A associação leva a outra lembrança, quando Maria Bethânia canta que “o amor não é mais do que ato de a gente ficar, no ar, antes de…