Tags

, , , , , , , ,

Bino no telão, durante homenagem.

Bino no telão, durante homenagem.

A Prefeitura de Uberaba e a Câmara Municipal de Uberaba realizaram uma cerimônia de denominação de logradouros públicos. O evento ocorreu na sexta, dia 6 de dezembro, no Cine Teatro Municipal Vera Cruz. Diversas personalidades da cidade passam a identificar ruas e praças da cidade, uma homenagem póstuma dos representantes municipais, de amigos e familiares aos que, sob diferentes formas, colaboraram ao longo de suas vidas no cotidiano de Uberaba.

Tive a honra de, em nome dos meus familiares, receber a placa comemorativa da rua identificada pelo nome do meu pai.Desde então a rua mais querida da nossa família, oficialmente denominada “Felisbino Francisco de Resende(Bino) está no jovem bairro Residencial Rio de Janeiro I. Minha mãe, Laura, e todos nós, filhos do Bino, estamos profundamente agradecidos e honrados pelo reconhecimento das diferentes pessoas que conviveram com o “Bino”.

ESTA DSC06610

A história de meu pai com Uberaba começou em 1945. Convocado para lutar na II Guerra Mundial, Felisbino Francisco Rodrigues de Resende tomou um trem especial em Araguari, primeira etapa da viagem para conduzir os “Pracinhas” até ao Rio de Janeiro, de onde seguiriam para o front. Quando o trem passou por Uberaba chegou a notícia da primeira grande vitória dos Aliados. Papai chegou até ao Rio de Janeiro, mas não precisou embarcar para a Itália. A Guerra chegava ao fim e Felisbino guardou Uberaba como talismã, a cidade que lhe trouxe a boa sorte.

Trabalhando com Parque de Diversões, Felisbino fixou residência em Uberaba dez anos após a Guerra. Estava casado, com quatro filhos e foi aqui que nasceram outros dois, completando a família. Deixando o parque, ficou com um stand de tiro ao alvo. Colocava este nas festas religiosas da cidade (Nossa Senhora da Abadia, São Benedito, São Judas Tadeu, Nossa Senhora das Graças, Nossa Senhora de Fátima) e na Exposição Nacional de Gado Zebu. Tornou-se conhecido de diversas gerações e fez incontáveis amigos pela cidade.

Anos depois, aproveitando a oficina que mantinha no quintal de casa, aqui no Bairro Boa Vista, papai construi um parque com suas próprias mãos. Cada barraca, cada stand, cada brinquedo foi moldado, construido peça a peça e montado no páteo da Paróquia de Nossa Senhora das Graças, por gentileza do vigário de então,  Padre Nicola Rudge, a quem carinhosamente chamávamos Padre Nicolau. O “Parque Boa Vista” foi oficialmente inaugurado na quermesse em honra a Nossa Senhora das Graças e, por mais de vinte anos, percorreu os bairros de Uberaba e algumas cidades da região. Aposentado, o Parque Boa Vista foi vendido, mas o Bino, que gostava daquele trabalho e de estar entre amigos, insistiu em manter o stand de tiro ao alvo que, durante muitos anos, permaneceu montado na Rua Prudente de Moraes, no Bairro da Abadia.

Foi assim, levando alegria e diversão para as pessoas que papai fez, com certeza, milhares de amigos em Uberaba. Quando faleceu, em 2005, recebemos o consolo da amizade de centenas de pessoas. O Bino foi então homenageado em Sessão da Câmara Municipal e, posteriormente, pela Comunidade do Campinho.

MAMAE E PLACA COMEMORATIVA

D. Laura, nossa mãe, emocionada, segura a placa comemorativa

Neste ano de 2013 surge a Rua Felisbino Francisco Resende (Bino). Assim, o Bino entra oficialmente para a história da cidade. Algumas pessoas estiveram empenhadas para tal acontecimento, assim como diferentes lideranças municipais do exercício anterior e do atual exercício na Câmara Municipal de Uberaba. Entre todos, merecem nosso especial agradecimento a líder comunitária Edna Maria Idaló e ao Vereador Marcelo Machado Borges, o Borjão.

Muito obrigado, Uberaba. Certamente o Bino, mineiríssimo, sempre brincalhão, diria: – To parecendo o Juscelino Kubitschek!

Até mais!

.