Tags

, , , , , , , ,

Penso que a cidade ideal seja um local onde os sonhos sejam possíveis. E se as cidades estão cheias de barulho, de congestionamentos, de violência, é muito bom ter artistas que transformam o espaço urbano, levando-nos a sonhar, a brincar. Em Müller, sobretudo, a arte é diversão. E é com um pouco do trabalho desse artista alemão, nascido no mágico ano de 1968, que vou começar nossa semana.

Foi Flavio Monteiro, parceiro aí nos blogs amigos que, ao enviar-me algumas imagens de Edgar Müller, proporcionou-me a possibilidade de compartilhá-las com outros amigos, aqui do blog. Nascido em Mülheim, oeste alemão, Müller  estudou em Geldern, onde ocorre um concurso de pintores de rua. O artista participou do primeiro com 16 anos e três anos depois obtinha o primeiro prêmio.

Müller, além de criar suas próprias imagens, recria imagens de grandes pintores. Seu trabalho é conhecido por toda a Europa e, via internet, já percorre todo o mundo. Ruas são o suporte para o trabalho desse mestre.

As imagens oníricas de Edgar Müller são fascinantes; presentes em nossos sonhos e transformadas em realidade visível por grandes pintores e desenhistas, ganham nossa simpatia e despertam nossa imaginação.

Uma arte figurativa e onírica também pode ser lúdica, fazendo-nos brincar com a realidade. É esse o aspecto que mais curto neste artista. A capacidade de fazer com que as ruas voltem a ser lugares de sonhos, de brincadeiras; que seus habitantes tornem-se crianças alegres, brincando inocentemente sobre a paisagem pintada.

O artista não trabalha sozinho, mas em equipe para completar as obras com rapidez e eficiência. Com frequência são os próprios moradores os primeiros que entram na brincadeira, transformando-se em personagens reais com a irrealidade materializada por Müller.

Uma visão maior sobre Edgar Müller pode ser obtida no próprio site do artista: http://www.metanamorph.com a visita é diversão garantida.

Bom início de semana!