Tags

, , ,

Grandes acontecimentos, intensas emoções. A necessidade de deixar calar, guardar tudo no mais profundo do ser exige uma atitude simples: toca a voltar para casa…

 

.

Retomando o caminho e percorrendo o aparente vazio. Digerindo as lembranças recentes, avaliando… A imensidão vale sempre para lembrar o real tamanho de cada coisa, cada acontecimento, todos os indíviduos. Somos pequenos seres, daqueles sonham com vida melhor, com céu e eternidade. Somos apenas humanos.

.

Sair para retomar. Distanciar para ver melhor. Todo e qualquer acontecimento é apenas uma travessia de uma situação para outra, de um estado para outro. Simples como sobrevoar o Rio Grande para deixar o Estado de São Paulo e entrar em Minas Gerais.

Divisa São Paulo Minas Gerais

.

Voltar para casa, para a própria existência  e olhar para dentro de si. Colocar as lembranças no escaninho que há no coração e, voltando para a realidade do dia comum, da tarefa diária sem graça e com pouco charme, ter a certeza de que foi dado um passo, mais um passo naquilo que pensamos e sonhamos viver. Apenas um passo, porque o caminho é longo e há muitos outros passos necessários para completar a caminhada que, por aqui, um dia, será interrompida.

É muito bom estar no local de onde saí. Sobrevoar carinhosamente o Triangulo Mineiro até aterrisar em minha terra natal. Vou ficar um pouquinho por aqui; vou descansar 0utro tanto. Sobretudo retomo a origem e, partindo dessa, lembrar o que falta daquilo que sonhei viver.

Foi nessas terras de Minas que aprendi a sonhar. Aprendi a viver. Voltar neste momento é, em essência, deitar um pouquinho no colo de minha mãe, rever acontecimentos passados, os mais distantes e imediatos para, energia refeita, voltar ao cotidiano, para a labuta diária.

Em um primeiro momento pensei em fotografar minha mãe enquanto ela, silenciosa, criteriosa e muito atenta, folheava página por página do nosso livro, “Um profissional para 2020”. Mas essa visão, perdoem-me, é só minha. Fui, durante todo o tempo em que ela observava o livro, a criança que volta para casa em busca da aprovação familiar. De repente ela fechou o livro, olhou-me com olhar terno, orgulhoso e fez um elogio carinhoso. Informou que começou lendo o texto de apresentação de todos os autores, meus companheiros, depois leria o resto. Tive a sensação de etapa concluida, de terminada uma parte fundamental da travessia. Só aí pude ir dormir, tranquilo e feliz.

.

Bom final de semana para todos.

.