Estrela do Sul

Estrela do Sul, Minas Gerais.
Estrela do Sul, Minas Gerais.

Estrela do Sul é uma simpática cidade do Triângulo Mineiro, mesma região de Uberaba. É uma das antigas povoações que têm sua história ligada ao desbravamento dos Bandeirantes, buscando riquezas e ampliando as fronteiras do Brasil.

Os Bandeirantes denominaram uma grande área, o Triângulo, como Sertão da Farinha Podre. Os dois primeiros municípios foram, respectivamente, Araxá e Uberaba. O local era habitado pelos índios Caiapós e estes foram para outras regiões, na medida em que os colonizadores foram tomando conta das terras.

A história do Sertão da Farinha Podre está ligada ao grande Bartolomeu Bueno da Silva, o Anhanguera, líder da primeira Bandeira que passou pela região. Contam que um genro do Anhanguera, João Leite da Silva Ortiz, encontrou diamantes, no início do século XVIII. O fato atraiu muita gente e formou-se o arraial, Bagagem, cujo nome surgiu pelo local onde os garimpeiros deixavam seus pertences enquanto iam ao garimpo.

Anos depois do primeiro achado, precisamente em 1853, uma escrava de nome Rosa (Este é o mesmo nome da minha avó paterna, que veio de lá, de Estrela do Sul) encontrou um enorme diamante pesando 245,5 quilates. Lapidado na Europa, o tal diamante foi reduzido a 128,8 quilates e fez fama.

Estrela do Sul é o nome do tal diamante e este correu mundo. Foi batizado assim e ficou mundialmente conhecido por uma característica específica que é mudar de cor quando exposto à luz solar. Li, no histórico publicado pela prefeitura da cidade que a última notícia que se tem do Estrela do Sul foi durante a 22ª Bienal de Paris, quando a pedra esteve em leilão no Museu do Louvre, em 2004.

A descoberta do Estrela do Sul, o acontecimento que correu mundo, provocou nova corrida à região. Gente importante como D. Anna Jacintha de São José, nacionalmente conhecida como D. Beja, a Feiticeira do Araxá, mudou-se para Estrela do Sul na mesma época em que o diamante foi achado, lá permanecendo até falecer, em 1873.

Maria Rosa Resende, uma bela morena, viveu boa parte de sua vida em Estrela do Sul, a antiga Bagagem que trocou de nome por conta de um diamante. Casou-se, teve quatro filhos e, por pinimbas familiares desconheço as circunstâncias em que ela ficou viúva. Sei que ela conheceu Deolino Rodrigues e com ele, teve outros três filhos, entre esses Felisbino, o meu pai.

Papai é o garoto ao lado do meu avô.
Papai é o garoto ao lado do meu avô.

Papai nasceu no início do século XX, quando o garimpo já não era proeminente em Estrela do Sul. Os aventureiros já haviam ido embora e a cidade era tranqüila, sempre pacata. Vovô Deolino conseguiu comprar terras em Araguari, ainda em Minas Gerais, e em Goiás, na região de Itumbiara. Foi em Araguari que meu pai cresceu, tornou-se o rapaz por quem minha mãe se apaixonou e com quem teve seis filhos.

Sinto que devo a meu pai conhecer mais e mais sobre a cidade de onde ele veio. Imagino-o criança em Estrela do Sul, aventureiro como sempre foi, certamente brincou de procurar pedras preciosas.

Sobre o tal diamante, o Estrela do Sul, fico devendo detalhes do destino da pedra. Pode ser que haja alguém interessado em saber se foi vendida no tal leilão; quem foi o comprador, onde está agora… Interessa, neste momento, lembrar hoje a cidade daquele que, para toda a minha família, é a pessoa mais importante entre os que nasceram em Estrela do Sul: Papai!

Para a cidade, Estrela do Sul, um desejo de paz e prosperidade neste domingo de agosto. Para nosso pai, a eterna lembrança e nosso imenso carinho, com todo o nosso amor.

Feliz dia dos pais!

.

6 comentários Adicione o seu

  1. Alair disse:

    Este domingo nos remete à uma nostalgia que nos faz traçar um paralelo entre a gente e aquele que por circunstâncias do destino se tornou nosso pai. Também fico imaginando como foi a juventude do seu “Zé Tôco” (meu pai), em tempos idos. Mas acima de tudo fica a gratidão e orgulho de sermos seus filhos. Isto me dá muita força e também muita alegria. Parabéns papais.

  2. Walcenis disse:

    Quanta falta me faz!!!!

  3. Pedro Popó disse:

    Conterrâneo Valdo, favor entrar em contato comigo. Abraços. Jornalista Pedro Popó – Estrela do Sul – MG – jornal.picua@yahoo.com.br

  4. Valério Augusto da Silva Fonseca disse:

    Ola, Valdo Resende, meu nome é Valério Augusto, sou Filho de Orlando Fonseca de Rezende, Filho de Maria de Lurdes Rezende, filha de Pedro Rezende meu bizavo. O fato é que Pedro Rezende, foi um importante fazendeiro em Estrela do Sul, teve mais de 25 filhos.
    Gostaria de saber se vc sabe alguma coisa sobre esse galho da arvore genealógica de nossa familha, se é que se trata da mesma família. Desde já agradeço, Abraço!

    1. Janio Lima disse:

      Alguém sabe o nome da mulher do Sr. Pedro Resende?
      Este homem foi avô de meu Pai José Roberto, filho de Deusdete Ferreira e de Maria Pacheco,
      Desdete era filho de Pedro Rezende!

      Att
      Janio Lima
      jjlima@outlook.com.br
      Goiania-GO

  5. Nilsa disse:

    Estou a procura de parentes do Sr. ANTONIO DORNELES NETO, nascido em 15/05/1936, em Estrela do Sul – MG e filho de JOSE ROSA DE RESENDE e MARIA DAS DORES DE JESUS.
    Qualquer noticia pode ser enviada para o e-mail: vilsondantas@uol.com.br.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s