Tags

,

Valdo Resende Prata MG DSC05765

O galo canta no telhado,

o sol desponta no horizonte.

O gado muge no cercado,

 a água jorra, vem da fonte.

.

E o céu é claro, o monte é verde,

A ave canta, alegria na garganta

Por mais um amanhecer.

.

Se é trabalho tem enxada, na terra a vida cultivar;

Se é domingo, da chapada vem o sino anunciar:

Que a vida é festa , mansa luta no trabalho

Pede à Deus, um operário, assim viver e morrer.

.

– E o meu corpo terá da noite o sereno

Do dia o aceno do pesado casco de um boi.

.

(Valdo Resende / do primeiro

caderno de poesias / 1982)