Tags

, , , , ,

trem metropolitano

Sou daqueles mineiros que adoram um trem. Gostamos tanto de trem que incorporamos a palavra ao nosso cotidiano. Trem é quase tudo, inclusive meio de locomoção. Depois de anos de congestionamentos, decidi voltar a utilizar o transporte público. Cansei de ficar parado em congestionamentos e de praguejar contra outros motoristas. Agora sou pedestre e usuário de trem, metrô, ônibus e táxi. Vou bem, obrigado.

Às vezes nos esquecemos de que nascemos sem carro e que é muito bom não ter preocupação com essa geringonça. Voltar ao antigo estado, de pedestre, tem sido gratificante.  E de usuário de trem, melhor ainda. O metrô, dizem, é mais rápido, mas incomoda-me demais caminhar nesses buracos, feito tatu. Do trem fico olhando os grafites sensacionais que há ao longo de muros, paredes de edifícios. Também vejo o céu; quase sempre nublado, mas sempre é o céu. E há as pessoas, meus companheiros de viagem.

Trem - Valdo Resende

Andei quase que exclusivamente de carro por mais de duas décadas. Considerando a atenção necessária para quem dirige em uma cidade como São Paulo penso que olhei muito, mas quase não vi a cidade; menos ainda as pessoas. A cidade continua rica em possibilidades e com milhares de facetas e nuances propiciando divagações insuficientes para uma única vida. E as pessoas… Bem, muita coisa mudou nesses anos todos; todavia, o ser humano continua sendo o que há de mais interessante sobre a face da terra.

Os trens dão bem a vasta dimensão da diversidade humana. Cheios de gente de todas as raças, todos os credos, de diferentes classes e origens. Gosto de gente; de observar com discrição as pessoas, já que sendo mineiro não sou “entrão”. E silenciosamente adivinho histórias, intuo outras, percebo alguma realidade. Vejo amores, ódios e indiferenças; grandes amigos, companheirismo e, sobretudo o isolamento. Parece que a maioria das pessoas não gosta do trem. Entram rapidamente, saem mais rápido ainda. Também, o trem não é o que deveria ser em conforto e comodidade.

tremblog3

Gostaria de indicar o trem metropolitano para todo mundo. Todavia, lamento, essa condução é para poucos. Nossos governos, em todas as esferas (municipal, estadual e federal) não investem tanto quanto deveriam, pois têm o rabo preso com a indústria automobilística. É tão óbvio que a melhoria do sistema de transporte público melhoraria todo o tráfego da cidade e, fundamentalmente, a vida das pessoas! Se político representasse povo os meios de transporte seriam de primeira!

Da janela do trem vejo avenidas lotadas de veículos parados, ou trafegando lentamente. Sinto-me então bastante feliz e satisfeito dentro do vagão, mesmo quando este está cheio.  Não estou em total conforto, mas chego ao meu trabalho após poucos minutos e posso caminhar tranquilamente, com muita serenidade pela Rua Santa Marina, na Água Branca. Sou apenas um cidadão e posso afirmar que há menos um carro nas ruas da cidade. Absolutamente insignificante, mas enquanto caminho, insisto em sonhar com trens melhores, em maior número, para conforto de todos, tornando São Paulo uma cidade melhor.

.

Bom final de semana!

.